CREATIVE FILM WORKSHOPS

OFICINAS DE CRIAÇÃO FILMICA 2017
CREATIVE FILM WORKSHOPS 2017
 
Ficha de Inscrição
A ficha de inscrição deverá ser enviada para o email: ccavanca@gmail.com
Um espaço de WORKSHOPS onde se filma, onde se troca e praticam ideias.
Um espaço para terminar filmes, para fazer RESET e iniciar novos e grandes projetos!
  • Cineastas e futuros cineastas num embate de ideias e filmes no AVANCA 2017.

Durante 5 dias, CINEASTAS vindos de todos os lados filmam e produzem um filme nas ruas, nos campos e com as pessoas de Avanca.
Um embate de criatividade, de experimentação fílmica, de explosão narrativa, de apuro técnico.

Participar nos CREATIVE FILM WORKSHOPS é integrar uma equipa de cinema inesperada e produzir um filme para o grande ecrã dos cinemas.
Filmes que o AVANCA 2017 se irá encarregar de distribuir por todo o mundo, com parceiros dos 5 continentes.
Ficção, animação, documentário, em filmes sem limite de tempo e produzidos por equipas onde se misturam todas as nacionalidades.

Para participar nos CREATIVE FILM WORKSHOPS basta escolher e/ou sugerir um projeto e, na ficha de inscrição, definir preferências na equipa de rodagem.
O AVANCA 2017 organizará o resto!

OS TUTORES
Cineastas premiados são os tutores das equipas, apoiando, com a sua experiência, cada um dos filmes em produção.

(No primeiro dia, os tutores mostram também a sua obra e o porquê do que fazem e como. Um momento de inspiração e de excelência...)

OS PROJETOS
PROJETO 1 – FILMAR FICÇÃO OU DOCUMENTÁRIO
espaço para explorar ideias, preparar e até realizar um novo filme
Jessica Rodríguez (Cuba)

Jovem e surpreendente realizadora e escritora cubana (Havana, 1986). Estudou na Universidade ISA, na EICTV (Cuba) e obteve o Mestrado em Cinema e Argumento pela Universidade Carlos III de Madrid.
O seu primeiro filme, “Tacones Cercanos” (2008), foi distinguido com o Martin Luther King Jr. Award e considerado um dos melhores documentários pela Associação de Críticos de Cuba.
Em 2010, com Horizoe García, dirigiu "Raul's World", sobre um homem que personificando os valores revolucionários cubanos, escondia um embaraçoso segredo. Este filme esteve na seleção de Clermont-Ferrand e foi premiado nos Signes de Nuit em Paris, Curtas de São Paulo, Viña del Mar, Huesca, Cracóvia, Martil, entre outros.
“Ahlam” foi a sua primeira longa-metragem, filmada com a realizadora egípcia Shaza Moharam. No AVANCA 2016 recebeu o Prémio Especial do Júri com a estreia na ficção, a longa-metragem “Espejuelos oscuros”. Estreado no Festival de Havana e exibido entre outros em Gramado, Miami, Chicago, Bogotá e na Arménia, o seu argumento foi alvo de várias distinções.
Como escritora, viu em 2013 a sua novela “La bestia y el pueblo” ser igualmente premiada.

Laurent Van Lancker (Bélgica)

Realizador e antropólogo, é professor de cinema no INSAS (National filmschool Brussels), na Netherlands Film Academy (Amesterdão), Freie Universität Berlin e UMAS – Art Academy Split (Croácia), onde leciona em cursos de licenciatura a doutoramento.
Foi leitor convidado nas universidades “LUCA- School of Arts”, “University of London”, “Yunnan University” e “University of Gent / KASK”.
Tendo realizado cerca de duas dezenas de filmes, eles têm sido exibidos na RTBF, ORF, YLE, TF1, ARTE, TV5 e em diversos festivais internacionais (Dubai, Mar del Plata, Paris, Amsterdam, Gent, Durban, St-Petersburg, Bucharest, Parnu, London, Leipzig, Mumbai, Bogota, Montréal, Rodos, Linz, Prague, Zurich, Oberhausen, Osaka, Kunming, Tehran, Ouagadougou, Casablanca...).
No AVANCA 2016, a sua longa-metragem FALLOW foi distinguida, bem como o protagonista e a direção de fotografia.
Entre o documentário e a ficção, tem filmado e viajado por todos os continentes.

Chris Raiber (Áustria)

Nascido em Viena, na Áustria, cresceu numa pequena sala, numa pequena casa com um pequeno jardim, onde parece ter moldado o seu estilo narrativo e visual tão particular. Com a televisão austríaca ganhou as suas primeiras experiências cinematográficas (séries “Sunshine Airlines”, “Kupetzky”...), antes de decidir estudar realização e dramaturgia em Los Angeles.
Com “Nelly” ganhou no AVANCA o prémio de Melhor Curta-metragem, tendo sido distinguido com mais 26 prémios e selecionado em cerca de 70 festivais de vários continentes. Na 65ª Berlinale, recebeu o Crystal Bear - Special Mention.

Dalia Abuzeid (Jordânia)

Jovem realizadora nascida em 1991, venceu o Prémio Televisão no AVANCA 2016 com REMEMBER US, documentário que aborda surpreendentemente cidadãos de parte nenhuma.
Tendo estudado artes na Middlesex University em Londres, a sua última formação em cinema tem sido no SAE Institute Amman. Tendo trabalhado inicialmente como operadora de câmara e editora, tem dividido o seu tempo entre a produção e a realização.
Produtora de publicidade, os seus clientes têm sido a Coca-Cola, IKEA, Google, Rayyan Water, Mashreq Bank, Nissan, Starbucks, Adidas, entre outros.
É um dos nomes mais presentes na novíssima geração de cineastas do Médio Oriente.

Luís Margalhau (Portugal)

Nascido em 1969 na Figueira da Foz, estudou Comunicação Audiovisual.
Participante habitual do festival AVANCA, em 2016 aqui estreou o seu 10º documentário “Afinando pessoas, pássaros e flores”, longa-metragem distinguida na Competição Avanca.
Anteriormente, a longa-metragem “Nós na Rua” foi igualmente premiada no AVANCA e teve estreia comercial nos cinemas portugueses.
Os seus documentários foram igualmente premiados no Brasil e Espanha.
Entre 2003 e 2005 esteve na Guiné Bissau, dando formação na Televisão Comunitária, TV Kélele e Tv Bagunda. Operador de câmara e editor, entre o cinema e a televisão, o seu trabalho de realizador de cinema documental tem-lhe granjeado prémios e sobretudo um olhar atento para este seu trabalho consistente, marcante e sério.

PROJETO 2 – OFICINA DE GUIÃO
desenvolver a escrita de um projeto audiovisual
Pré-requisito para participação – ter um argumento/sinopse de um projeto de curta ou longa, ficção ou documentário
Marcia Paraiso (Brasil)

Argumentista e documentarista, mestre e graduada pela Universidade Federal Fluminense. Foi durante 10 anos curadora da mostra de cinema brasileiro em países de língua alemã - Brasil Plural. É sócia da produtora audiovisual Plural Filmes.
Escreveu e realizou 30 documentários e 2 séries de documentários televisivos.
Em 2016 estreou-se na ficção de longa metragem, escrevendo e realizando a coprodução Brasil/Argentina A LUA EM SAGITÁRIO. Este filme foi distinguido no AVANCA 2016 e posteriormente noutros festivais, tendo sido exibido em diversos países.
Um novo argumento terminado espera vir a dar uma nova longa metragem de ficção, a rodar entre Portugal e o Brasil.

PROJETO 3 – TÉCNICAS DE ILUMINAÇÃO PARA CINEMATOGRAFIA DIGITAL
Oficina voltada para fotógrafos, videastas, iluminadores e amantes da fotografia e cinema.
Prática de iluminação baseado em cenas da cinematografia clássica mundial
Ralf Tambke (Brasil)

Nascido no Rio de Janeiro em 11 de novembro de 1966, formou-se em Cinema pela Universidade Federal Fluminense em 1993 e especializou-se em 1998 na Hochschule Fuer Film und Fernsehen – Munique/Alemanha com Bolsa da CAPES/DAAD.
Professor Universitário desde 1999, hoje na UNISUL (Universidade do Sul de Santa Catarina), Ralf iniciou a sua atividade no ensino audiovisual participando no projeto “cidadania através da imagem” (NUTES/UFRJ/CNPQ) ainda em 1993. Desde então Ralf dedica-se à utilização do audiovisual como ferramenta educacional e de inclusão social.
Diretor de Fotografia de longas, curtas, documentários e publicidade, com grande conhecimento técnico, tornou-se Cinegrafista do canal especializado em vida animal da TV alemã Bayerischer Rundfunk. É representante técnico exclusivo no Brasil das empresas P+S Technik, Silicon Imaging, IRIDAS e CMotion, fabricantes de equipamentos e software de cinematografia digital.

PROJETO 4 – NA TRINCHEIRA DO CINEMA DE ANIMAÇÃO
integrar uma equipa e desenvolver um novo projeto de cinema de animação
Janice Nadeau (Canadá)

Realizadora de animação e ilustradora, vive em Montreal. Os seus livros foram por 3 vezes vencedores do maior prémio do Canadá para a ilustração. Foi igualmente distinguida várias vezes com os prémios LUX, Applied Arts Awards, Marcel Couture Award e na Alemanha com os The White Ravens.Tendo sido diretora artística em várias organizações, criou as ilustrações do projeto CORTEO da digressão internacional do Cirque du Soleil.
Estudou ilustração em Estrasburgo e desenho gráfico na Université du Québec, onde agora é docente.
Em 2014 corealizou a animação «No fish where to go» no National Film Board of Canada (NFB). Este filme ganhou o prémio da crítica no Festival ANNECY 2014.
O filme MAMIE, produzido pela Folimage e o NFB foi premiado no AVANCA 2016, confirmando a carreira.

Arly Jones (Espanha)

Ilustrador de Alicante, estudou desenho gráfico e moda na Escuela de Artes y Oficios de Valencia. Os seus desenhos apareceram em revistas como I+D, The Face, Vogue, Woman... Em 2002 integra a equipa de desenho da Norma Animation. Colaborou como desenhador de fundos com a Red Mouse Factory e atualmente integra o estúdio de animação Cabeza Voladora.
Trabalhou em longas metragens de animação como “Chico & Rita”, que foi nomeado para o Oscar de melhor longa metragem estrangeira de 2012.

Sami Natsheh (Espanha)

Nasceu em Sevilha onde se licenciou em Comunicação Audiovisual. Depois de várias curtas metragens premiadas, inicia-se na animação com o estúdio Áralan Films onde o seu filme “Espagueti Western” veio a ser nomeado para o Goya da melhor curta metragem de animação (2008). Repetiu esta nomeação aos Prémios Goya em 2010, com “La leyenda del ladrón del Árbol de los Colgados”. Com Arly Jones, viu “Up in the Sky” ser distinguido no AVANCA 2016.

APOIO ESPECIALIZADO
As equipas terão, ainda, apoio especializado de alguns dos melhores profissionais do cinema português.
CREATIVE FILM WORKSHOPS
  • Um desafio
  • Uma oportunidade
  • Um debate de ideias
  • Uma experiência profissional

AVANCA 2017, um encontro e um festival que comemora a 21ª edição a exibir e a apoiar o ato criativo de cineastas de todo o mundo.
Um mundo mais próximo, porque se encontra todos os anos em julho, em AVANCA.