Workshops 2002

WORKSHOPS AVANCA 2002
1 – ENTRE O DOCUMENTO E A FICÇÃO
Orientador: Dusan Makavejev (Sérvia / Serbia)

O mais controverso, subversivo e inesperado realizador Jugoslavo, marcou a história do cinema, sobretudo no tempo da Guerra Fria, com alguns dos mais brilhantes e originais filmes das últimas décadas.
Formado em Cinema e Psicologia, realizou cerca de 3 dezenas de filmes. Obras como "A Man is not a Bird" (1965), "Love Affair, or the Case of the Missing Switchboard Operator" (1967), "Innocent Unprotected" (1968), antecederam "W.R.-Mysteries of the Organism" que rodado em 1971 se veio a transformar no seu primeiro grande sucesso internacional.
Baseado nas teorias da psicologia sexual de Wilhelm Reich, este filme foi considerado "subversivo" na Jugoslávia e proibido até 1986. Makavejev, forçado a trabalhar no estrangeiro, rodaria "Sweet Movie" em França e Holanda (1974), "Montenegro" na Suécia (1981), "The Coca Cola Kid" na Austrália (1985), "Manifesto" na Croácia e USA (1988) e "Gorilla Bathes at Noon" na Alemanha (1993). Os seus filmes foram seleccionados e várias vezes premiados em festivais como Berlim, Cannes, Chicago e São Paulo. O seu último filme "A Hole in the Soul", produzido pela BBC, é um auto-retrato intimista.

Coordenador: Miguel Seabra (Portugal)

Tendo frequentado a Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa, foi assistente de realização de Patrice Chereau ("La Reine Margot") e Artur Ribeiro ("Duplo Exílio"). Realizador de várias curtas-metragens e documentários, o último dos quais intitulado "Dia que não vejo o Tejo não é dia". Trabalhou como director de produção e em projectos de vídeo no teatro. Participou em quase todas as edições do AVANCA.

2 – CIÊNCIA E ARTE – A INTERVENÇÃO DO VÍDEO
Orientador: Mika Taanila (Finlândia / Finland)

No AVANCA'97, com "Thank You For The Music", Taanila ganhou o Prémio Televisão. "Futuro – A New Stance for Tomorrow" foi exibido na abertura do AVANCA'99. Estes dois documentários pertencem a uma trilogia premiada e exibida em mais de 100 festivais por todo o mundo, constituindo-se como obras de referência. Estes documentários tratam de questões significativas e alarmantes em torno da engenharia humana e da artificialidade de ambientes urbanos. Os seus filmes reflectem ideias futuristas e utopias da ciência contemporânea.
Taanila é um dos grandes autores nórdicos da video-arte, dos video-musicais e da video-instalação. As suas obras têm sido exibidas em imensas mostras, bienais e museus de arte contemporânea.Taanila vive e trabalha em Helsinquia.

Coordenador: Paulo Bernardino (Portugal)

Escultor, video-artista e docente na Universidade de Aveiro, onde termina doutoramento sobre a imagem artística, as novas tecnologias e a arte. Mestre pela "Royal College of Art" de Londres, distinguido com os prémios "Fernando de Castro", "Teixeira Lopes" e "AJE", expõe regularmente na Galeria Luís Serpa. Convidado do AVANCA'97, tem exposto em Londres, Madrid, Tóquio, Porto, entre outros.

3 – APLICAÇÕES DE ESCULTURA NOS EFEITOS ESPECIAIS DE CINEMA
Orientador: Colin H. Arthur (Inglaterra / England)

Nasceu em Guildford em 1943. Estudou na Escola de Artes local e aos 24 anos era Mestre de Escultura no Museu Madame Tussaud. Inicia aí uma carreira fabulosa na indústria cinematográfica.Em "2001, Odisseia no Espaço" de Stanley Kubrick, criou máscaras utilizando pela primeira vez materiais compositos.
Inovador e exímio escultor, Colin trabalhou em inúmeros filmes como: "História Interminável 1 e 2", "O Império do Sol", "Alien", "007-Os Diamantes são para Sempre", "Drácula", "Conan", "Barry Lindon", "Abre los Ojos", "As Minas de Salomão", "Alas de Mariposa"... Os seus efeitos especiais foram premiados em Cannes (76 e 95), Berlim (98), com o Prémio Goya (89), Metrópolis (91), ACE Award America (91), Lyon'94 (94), menções especiais em Chicago, Cairo, Madrid e Cannes e nomeações para o Goya em 1999.
Colin tem trabalhado em todo o mundo, utilizando tecnologias complementares como a maquilhagem, computadores, electrónica, mecânica e hidráulica. Entre os seus trabalhos mais recentes, criou esculturas para a longa-metragem de animação 3D "El Bosque Animado", alvo de um outro workshop no AVANCA'2002.

Coordenador: Joana Imaginário (Portugal)

Escultora e ilustradora. Formada pela FBAUL, foi bolseira no Departamento de Pedra da "Fachhochschule Aachen" na Alemanha.
Trabalhando sobretudo com escultura em pedra, tem participado regularmente desde 1990 em várias exposições, simpósios, workshops e projectos colectivos. Ilustradora com imensos trabalhos publicados em importantes revistas e jornais, trabalha igualmente no filme de animação "Zé e o Pinguim" de Francisco Lança.

4 - PRODUÇÃO DE CINEMA DE LONGA-METRAGEM
Orientador: Henrique Espírito Santo (Portugal)

Tendo produzido mais de 70 filmes, trabalhou com cineastas como Manoel de Oliveira ("Benilde ou a Virgem Mãe", "Amor de Perdição"), João César Monteiro ("Veredas"), Luis Filipe Rocha ("A Fuga", "Cerromaior"), Fonseca e Costa ("O Recado", "5 Dias, 5 Noites"), Solveig Nordlang ("Até Amanhã Mário", "Comédia Infantil"), João Mário Grilo ("Olhos da Ásia"), António Macedo ("A Promessa"), Cunha Telles ("Meus Amigos"), Seixas Santos ("Brandos Costumes"), José Álvaro Morais ("O Bobo"), José Sá Caetano ("As Ruínas do Interior"), entre outros. Co-produziu igualmente obras de Daniel Schmid ("Hors Saison"), Peter Lilienthal ("Das autogramm") e Rebeca Horn ("Buster's Bedroom").
Cineclubista, crítico, iniciou a sua actividade profissional em 1966, tendo passado pelo Centro Português de Cinema, Tobis Portuguesa e fundado em 1976 a Prole Filme. Professor da Escola de Cinema do Conservatório Nacional, ali publica em 78 o importante caderno "Produção de Filmes". Tem desenvolvido actividade de docente na área da produção em diversas universidades, instituições e empresas no país e em Moçambique.

Coordenador: Filipe Carvalho (Portugal)

Licenciado em Comunicação Social pela ESE do ISP de Viseu, tem sido o produtor executivo do "Teleciência – Festival Internacional do Filme Científico", uma organização da UTAD e a decorrer em várias universidades portuguesas. Director de produção da produtora TREZE, tem assinado a autoria e guiões de vários documentários.

5 - CRIAÇÃO E PRODUÇÃO DE FILMES DE CURTA-METRAGEM
Orientador: Jan de Coster (Bélgica / Belgium)

Formado em "Ciências da Cultura" pela VUB de Bruxelas e Mestre em "Artes Audiovisuais – Direcção Fílmica" pela RITS, igualmente de Bruxelas. Trabalha a vários níveis nas produções da "Quasi Modo".
Realizador de vários publicitários e corporativos, realizou em 1999 "The Thread" com L.Van Baelen. Este filme ganhou ex-aequo o Prémio Melhor Fotografia AVANCA'2002.
Argumentista de vários filmes premiados, ganhou o 1ºPrémio "Writing for advertising" da CCB&VTM e "Filmnetprize for best script" com "The Chain", filme que também realizou. Com Win Vandekeybus escreveu "Inasmuch" e "The Last Words" (Prémio Cinema no AVANCA'98). Assinou a montagem de video-instalações, video-clips, publicitários e curtas-metragens, nomeadamente "Chow-chow" de Lut Vandekeybus, de que também é autor do argumento. Visitou o AVANCA por várias vezes.

Orientador: Dieter Diependaele (Bélgica / Belgium)

Estudou artes visuais em Gent, começando de imediato a trabalhar como editor.
Responsável pela montagem de vários publicitários, vídeo musicais, vídeo dança e curtas-metragens da nova geração do cinema belga. Tem montado grande parte das obras da "Quasi Modo", nomeadamente trabalhos de Wim Vandekeybus e Ief Desseyn.

Orientador: Tom Lauwers (Bélgica / Belgium)

Director de produção da "Quasi Modo" e da "Djeeni Productions" tem assinado a produção de vários filmes comerciais e video musicais.
É o responsável pela produção de várias curtas-metragens, nomeadamente "Haun", "Dame Blanche", "De Vos en de Raaf" e "The Chinese Dog" de Lut Vandekeybus.

Coordenador: Armando Condesso (Portugal)

Tendo estudado Electrónica e Informática na Universidade de Aveiro, Armando Condesso estuda produção de cinema e televisão na Universidade de Westminster em Londres. Fundador da Associação Cultural HIDRA em Aveiro, realizou várias curtas-metragens, estando a ultimar a sua última obra "Wake Up".

6 - CINEMA DE FORMATO REDUZIDO – FILMAR COM A HISTÓRIA
Orientador: Jurgen Lossau (Alemanha / Germany)

Nascido em Wolfenbuttel, estudou sociologia, economia, jornalismo e psicologia em Hamburgo. Editor na WDR (televisão estatal alemã), viria a trabalhar como freelancer para os canais televisivos da ZDF e NDR, além de "Die Zeit", "Frankfurter Rundschau e "Frankfurter Allgemeine". Lossau estabeleceu uma companhia de produção de televisão onde produz vários programas para estações públicas de televisão. Interessado pelo cinema amador desde muito cedo, aos 17 anos escrevia para várias publicações como "Film-und-ton-magazine" (Munique) e "Schmalfilm" (Berlim), tendo sido editor de "Single-8-Notizen".
Em 1990 começou a coleccionar câmaras de filmar antigas e em 2000 escrevo o livro "Filmkameras Movie Cameras", uma obra de referência. É também autor dos volumes "Film Projectors" e "The 99 Finest Splicers" e membro do corpo de directores do "Film- und Fernsehmuseums Hamburg e.V" (Museu do Filme e Televisão de Hamburgo).

Coordenador: Vitor Silva (Portugal)

Cineasta de formatos reduzidos largamente premiado, desenvolveu intensa actividade de produção no NCI. Para a RTP realizou uma das primeiras séries de ficção nacional, "O Fosso e o Pêndulo". Coleccionador de equipamentos de cinema de formatos reduzidos, tem organizado exposições temáticas e é um estudioso da evolução tecnológica do cinema. A sua colecção encontra-se agora na Cinemateca Portuguesa, onde é o responsável pela sua manutenção.

7 – ANIMAÇÃO 3D E A PRODUÇÃO DE CINEMA
Orientador: Manuel Cristobal (Espanha / Spain)

Nasceu em Madrid e diplomou-se em Direcção de Cinema e Teatro pela ARTTS International da Grã-Bretanha. Foi coordenador da "Media Business School" do programa comunitário MEDIA e gerente da AGAPI (Associação Galega de Produtoras Independentes), vice-presidente da AEPA e membro da junta directiva da FAPAE (Federação de Produtoras Audiovisuais de Espanha).
Produziu várias curtas-metragens e foi produtor executivo da primeira longa-metragem de animação 3D da Europa "El Bosque Animado". Este filme foi estreado no ano passado e rapidamente se transformou num dos grandes acontecimentos da época cinematográfica da vizinha Espanha.

Orientador: Alberto Fernandez (Espanha / Spain)

Natural de Frades na Corunha, iniciou a sua experiência no mundo da multimédia em 1985 no "Estúdio Oceanográfico de A Coruña". Foi responsável pela programação e chefe de produção dos CD-Roms multimédia "Bicho", "Quick Magic", assim como da curta-metragem de animação "Bicho, menudo mundo".
Responsável tecnológico da empresa galega "Dygra Films", na longa-metragem 3D "El Bosque Animado" assumiu também esse papel para além de ter sido director de produção. Nesta obra, Juan Nouche interveio no "story-board", na preparação de personagens, na programação de software, nos efeitos de multitude e vegetação, na preparação do render e na direcção de arte-tecnologia e dos sistemas de informação.

Coordenador: Cláudio Jordão (Portugal)

Formado em Design pela E.S.E. da Universidade do Algarve, ali ensinou "Imagem Animada" e "Animação" no Curso de Design de Comunicação. Especializando-se em imagem 3D, em 1997 integra a gerência da empresa "Pantapoiein*criações-multimedia", onde assume a direcção de produção para a animação 3D e vídeo digital. Desde 2001 é creative designer na NEORIS Portugal.

8 – PÁGINAS NA WEB PARA A PROMOÇÃO DE FILMES
Orientador: IBISA TV (Espanha / Spain)

Produtora audiovisual com mais de 10 anos de experiência no desenvolvimento de produtos de qualidade para a televisão e internet, no espaço audiovisual europeu. IBISA TV obteve importantes prémios com a sua produção audiovisual, com a produção de CD-Roms e páginas para a web. Recentemente o seu website de promoção da ficção "Trofeo" foi galardoado com o Prémio Multimédia "Chano Piñeiro".
Esta produtora tem desenvolvido um trabalho pioneiro no desenvolvimento e na criação de várias "Film Commissions" espanholas no espaço da internet. Produzindo séries televisivas, documentários, ficção, animação, CD-Roms e websites, tem construído projectos próprios, procedendo à supervisão de todas as fases de produção (desde a concepção do guião, à rodagem, à pós-produção e à emissão por TV e outros médias).
Recentemente a IBISA TV iniciou a produção de "Señor Zonavella", uma inovadora série de animação destinada exclusivamente à web.
Sob a direcção de Inmaculada Castaño, directora da empresa, este workshop contará entre outros com a participação Valentín Carrera, jornalista, produtor, escritor premiado e professor universitário na área da comunicação audiovisual.

Coordenador: Miguel Crespo (Portugal)

Jornalista desde 1989, foi editor do "Correio da Manhã", passou pelo "Diário de Notícias" e é colaborador permanente do "Público", tendo-se especializado em Multimédia. Recebeu 4 prémios e 5 nomeações com projectos de internet enquanto director editorial da MIND. Estudou Sociologia e Engenharia Mecânica e conclui pós-graduação em Jornalismo e Tecnologias do ISCTE e da E.S. de Jornalismo. Escreve para televisão (novelas, séries e concursos).