Workshops 2016

OFICINAS DE CRIAÇÃO FILMICA 2016
CREATIVE FILM WORKSHOPS 2016
 
Um espaço de WORKSHOPS onde se filma, onde se troca e praticam ideias.
Um espaço para terminar filmes, para fazer RESET e iniciar novos e grandes projetos!
  • Cineastas e futuros cineastas num embate de ideias e filmes no AVANCA 2016.

Durante 5 dias, CINEASTAS vindos de todos os lados filmam e produzem um filme nas ruas, nos campos e com as pessoas de Avanca.
Um embate de criatividade, de experimentação fílmica, de explosão narrativa, de apuro técnico.

Participar nos CREATIVE FILM WORKSHOPS é integrar uma equipa de cinema inesperada e produzir um filme para o grande ecrã dos cinemas.
Filmes que o AVANCA 2016 se irá encarregar de distribuir por todo o mundo, com parceiros dos 5 continentes.
Ficção, animação, documentário, em filmes sem limite de tempo e produzidos por equipas onde se misturam todas as nacionalidades.

Para participar nos CREATIVE FILM WORKSHOPS basta escolher e/ou sugerir um projeto e, na ficha de inscrição, definir preferências na equipa de rodagem.
O AVANCA 2016 organizará o resto!

OS TUTORES
Cineastas premiados são os tutores das equipas, apoiando, com a sua experiência, cada um dos filmes em produção.
OS PROJETOS
PROJETO 1 – FILMAR FICÇÃO OU DOCUMENTÁRIO
espaço para explorar ideias e preparar um novo filme
Evangelos Giovanis (EUA)

“Bereave”, distinguida no AVANCA 2015, é a quinta longa-metragem de Evangelos Giovanis, que prepara entretanto 3 novos filmes.
Realizador, produtor, argumentista e ator, Evangelos desenvolve uma contínua e profícua atividade cinematográfica entre os EUA e a Grécia, terra das suas origens familiares.
Premiado e selecionado em imensos festivais norte-americanos, “Bereave” juntou dois monstros do cinema mundial, Malcolm McDowell (“Laranja Mecânica”, definitivamente...) e Jane Seymour (2 Globos de Ouro). Num filme onde os atores têm um lugar primordial, surgem igualmente nomes como Keith Carradine (Oscar com “Nashville”), Mike Starr (“Tudo Bons Rapazes”), Mike Doyle e Vinessa Shaw (Dr. House).
Com o irmão George (“The Giovanis brothers”), vive em Los Angeles onde, para além do cinema, preparam pugilistas.

François Verster (África do Sul)

Nascido em 1969 na África do Sul, é hoje um dos mais importantes realizadores do seu país.
Premiado com um EMMY em 2006, para o melhor programa de arte e cultura, todos os seus filmes têm sido distinguidos e fortemente referenciados.
A sua obra tem sido alvo de várias retrospetivas, a última na prestigiada galeria Jeu de Paume, em Paris (França).
O documentário “The Dream of Shahrazad” foi premiado no AVANCA 2015, mas também no “Sunny Side of the Doc”, “IDFA Masters Selection”, “Durban IFF 2015”, “Luxor African FF 2015”, “Hakkaya Festival 2015”, “Encounters Documentary FF 2015”, “SAFTA Award 2016 Best Documentary” e nomeado para o “African Movie Academy Awards for Best Documentary 2015”, entre outros.
Verster tem estado amplamente envolvido no ensino do cinema documental. Tendo lecionado em universidades como as de Cape Town, Western Cape, Maryland, Witwatersrand, foi igualmente professor convidado da Universidade de Columbia em Nova Iorque (EUA) e em 2 instituições de Buenos Aires.

Igor Korablev (Rússia)

O surpreendente filme “After the war... Before the war...” foi distinguido no AVANCA 2015 enquanto longa-metragem de ficção e viu o trabalho da atriz Irina Demich ser igualmente premiado.
Corealizado com Christina Cevich e com Galina Krasnoborova (cineasta com quem tem partilhado grande parte da sua filmografia), marca uma invulgar, surpreendente e muito pessoal filmografia onde o sol quase não parece existir.
Marca desta procura da profundidade da alma humana, são também a ficção “Between the Black and the Red Land” (https://www.youtube.com/watch?v=XusMSPH1FPc), também coproduzida com a Rep. Checa, e os vários documentários produzidos na Rússia.
Tendo nascido em São Petersburgo, ali estudou dramaturgia na Universidade de Cinema e Televisão.
Vive e trabalha entre esta cidade, os Montes Urais, o enclave russo de Kaliningrad e a cidade de Perm, onde tem orientado formação cinematográfica.

Thierry Michel (Bélgica)

Realizador, jornalista e fotógrafo, das minas de carvão para as prisões, do Brasil e do Magrebe até à África negra, Thierry Michel sempre denunciou sofrimento dos povos e compartilhou as suas revoltas, às vezes numa mistura de ficção e realidade.
Nascido em 1952, em Charleroi, estudou no Institut des Arts de Diffusion, em Bruxelas, e começou por trabalhar na televisão belga. Dirigiu duas ficções de longa-metragem e muitos documentários que receberam reconhecimento, prémios internacionais e foram mostrados em todo o mundo. Entre eles estão "Zaire, ciclo da serpente", "Donka, Raio X de um Hospital Africano", "Mobutu, Rei do Zaire", "Irão: Aparições vendadas", "Rio Congo", "Negócios Katanga" e "O caso Chebeya, um crime de Estado?". “O homem que conserta as mulheres - a ira de Hipócrates” foi premiado no AVANCA 2015 e em vários outros festivais.
Thierry Michel ensinou no Institut des Arts de Diffusion e dá atualmente aulas na Universidade de Liège (Bélgica).

PROJETO 2 – NA FICÇÃO DE LONGA METRAGEM
integrar uma equipa e participar na rodagem de um projeto de ficção
Luís Diogo (Portugal)

Argumentista, escreveu longas-metragens que Leonel Vieira, Luís e Gonçalo Galvão Teles realizaram.
Realizador dos seus argumentos, a sua primeira longa-metragem foi a mais premiada, em 2014, de entre todas as longas-metragens portuguesas de ficção (9 prémios). “Pecado Fatal” gerou polémica, estreou nas salas de cinema em Portugal e acaba de iniciar uma carreira internacional em salas e canais de televisão de todo o mundo. Exibido em mais de três dezenas de festivais dos 5 continentes, foi considerado um dos 10 melhores filmes da Lusofonia em 2014.
Formado em artes visuais e tendo estudado cinema na ESAP – Escola Superior Artística do Porto, escreveu e realizou várias curtas-metragens, que foram premiadas no Brasil, Eslovénia, Liechtenstein e Portugal. Tem participado ativamente nos últimos festivais AVANCA.

PROJETO 3 – O VIDEO, O CINEMA E A ARTE
integrar uma equipa e participar na rodagem de um projeto experimental
Joaquim Pavão (Portugal)

Compositor, guitarrista, cineasta, nasceu em 1975 no Porto.
Como intérprete tem tocado em Portugal, Espanha e Bulgária. Gravou obras de E. Gismonti, A. Piazzolla e L. Brouwer.
Como compositor escreveu para teatro, cinema e concerto. Compôs a música dos filmes “Quatro Elementos” e “(re)Volta e Meia” de Janek Pfeifer, “A Sesta” de Olga Roriz, “A nau catrineta” de Artur Correia, “15 Bilhões de Fatias de (-t)+Deus” de Cláudio Jordão e “Foi o Fio...” de Patrícia Figueiredo.
Furiosamente tem avançado no cinema como na música. Procura pontes numa expressão própria visível no documentário “Threads of Time” (2013), em projetos de intervenção “Alboi – um canto de mundo” (2011) ou na obra “Miragem” (2014). Vários prémios têm acompanhado este caminho pela música, cinema e tudo.

PROJETO 4 – NA TRINCHEIRA DO CINEMA DE ANIMAÇÃO
integrar uma equipa e participar na finalização de um filme e iniciar um novo projeto de cinema de animação
Mahmoud Hindawi (Jordânia)

Realizador de animação formado pela Philadelphia University (Amman) e University of South Wales, Newport. (Reino Unido), onde terminou um mestrado em animação e onde foi distinguido com o prémio para o melhor filme. Estudou, entre outros, com os realizadores Joanna Quinn (Reino Unido) e Mokoto Shinkai (Japão).
Mahmoud tem um passado como caricaturista (Al Ghad Newspaper), tendo igualmente trabalhado no desenho de storyboards para cinema.
Na animação, dirigiu projetos de animação 2D no Rubicon Group Holding (produtora de longas metragens e séries de animação com estúdios na Jordânia, Emirados Árabes Unidos e EUA). Nesta produtora animou personagens como a “Pantera Cor de Rosa” para a televisão.
O seu filme “The Street Artist” foi distinguido com vários prémios, incluindo o de animação do AVANCA 2015. Hindawi é um caso exemplar numa novíssima cinematografia que na Jordânia vive um forte crescimento empresarial e produtivo.

Raquel Felgueiras (Portugal)

Tendo estudado nas Faculdades de Belas Artes das Universidades do Porto e Lisboa, na ESA Le 75 em Bruxelas, fez um Mestrado em Animação com distinção na University of the West of England (Reino Unido). Atualmente é Artist Researcher na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto.
Em 2012, o seu filme “Branco” ganhou o prémio Jovem Cineasta Português no Festival Cinanima.
Em 2014, foi animadora e editora de imagem com a realizadora Patrícia Figueiredo no filme “Foi o Fio...” da Filmógrafo, filme que ganhou 10 distinções na Alemanha, Lituânia, Uruguai e Portugal.
Em 2015, o seu filme “Galope”, produzido pelo Cineclube de Avanca e Filmógrafo, foi selecionado para vários festivais de animação na Alemanha, Croácia, Eslováquia, Itália, Lituânia e, em Portugal, em festivais como o Cinanima, Caminhos, Mostra e naturalmente o AVANCA.
“Sendas” é um novo filme a terminar e a estrear no AVANCA 2016.

CREATIVE FILM WORKSHOPS
  • Um desafio
  • Uma oportunidade
  • Um debate de ideias
  • Uma experiência profissional

AVANCA 2016, um encontro e um festival que comemora a 20ª edição a exibir e a apoiar o ato criativo de cineastas de todo o mundo.
Um mundo mais próximo, porque se encontra todos os anos em julho, em AVANCA.

CINENTERTAINMENT 5
PARA OS MAIS NOVOS...
ENQUANTO OS PAIS PARTICIPAM NO FESTIVAL

“CINENTERTAINMENT 5” (para cineastas com idade entre 6 e os 12 e entre os 13 e os 17 anos)
Dois grupos de jovens cineastas, um com idades entre os 6 e os 12 e outro grupo com idades entre os 13 e os 17 anos, aprendem e experimentam fazer um filme.
O que é o cinema, como é feito e quem o faz, estas são as premissas para 3 dias a usar uma câmara vídeo e explorar a animação imagem-a-imagem.

Orientadores – Equipa da Pantopeia - Criação e promoção artística

Atores, videastas e animadores, a equipa da PANTOPEIA tem criado sucessivos projectos que envolvem a criatividade, os mais novos e a criação artística em processo pedagógico.
São formadores e monitores que conhecem bem o AVANCA, têm uma sólida experiência e são a garantia de uma dinâmica construtiva e estimulante.